Demandas fisiológicas do jogo de futebol

Demandas fisiológicas do jogo de futebol

Demandas fisiológicas do jogo de futebol

Autor: Rafael Lopes

Futebol é mais do que técnica, relação com bola, golos e assistências, pois a maior parte do tempo de jogo decorre sem bola!

Este gráfico mostra-nos o tempo médio de posse de bola de um jogador durante todos os jogos de uma época. Considera-se desde o passe certo do seu colega para o jogador em questão até ao passe (certo ou errado) ou remate desse mesmo jogador, retratando o que seriam as condições ótimas (exclui-se ressaltos e bolas aéreas).

Dados: Somazerofc

Como podemos observar, em 2009/2010, o valor médio mais alto remete para a Bundesliga com uns meros 2,92 segundos por jogo, mas a tendência é que esse número baixe cada vez mais. Sabes o que isso representa? O jogo está a tornar-se cada vez mais rápido! Os números mais recentes apontam para valores médios de 2,80 segundos de posse de bola por jogador. Tendo em conta que um jogo de futebol tem 90 minutos, o que representam esses meros segundos? O desenvolvimento das capacidades físicas pode ser o verdadeiro game changer!

Força, resistência, coordenação, flexibilidade, agilidade, velocidade e equilíbrio são algumas das capacidades físicas que podem e devem ser desenvolvidas, obviamente, após avaliação, procurando assim reverter os défices que os atletas possam apresentar. Não querendo desfazer o que nos faz amar este desporto, a bagagem técnica individual é primordial para que por meio da condição física consigas elevar o teu jogo para outro patamar, fazendo com que o jogador seja capaz de cumprir determinadas estratégias e funções táticas. Tudo isto faz parte de um processo para te tornares melhor jogador, no entanto é fundamental não descartar nenhum destes aspetos.

Artigos relacionados